ABiogásNews | Outubro 2020: DESTAQUE

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

BioGNL a caminho: Golar Power vai contratar 5 milhões de m³/dia de biometano

Uma semana após o aval do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) para a criação da parceira entre Golar Distribuidora e BR Distribuidora no mercado de gás natural liquefeito (GNL), a Golar lançou um edital para contratar 5 milhões de m3/dia de biometano. Com a chamada, a empresa pretende incentivar projetos renováveis de produção e purificação de biogás a partir das mais diversas fontes no país, visando à interiorização do gás natural por meio da distribuição de biometano na forma liquefeita (BioGNL) em pequena escala por modais rodoviários e cabotagem. O biometano é equivalente e intercambiável com o gás natural, portanto pode ser utilizado nas mesmas condições e aplicações que o combustível fóssil. Todos os documentos e detalhes da chamada pública lançada pela Golar Power podem ser vistos aqui.

Segundo Marcelo Rodrigues, vice-presidente executivo da Golar Power SSLNG para a América Latina, os contratos de fornecimento fechados entre a empresa e os projetos selecionados terão duração de dez anos. Poderão participar da chamada pública todos os produtores de biometano instalados no país, desde que cumpram as exigências contidas no termo de referência disponibilizado pela Golar e a regulação referente às especificações técnicas do produto estabelecida pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

Até o dia 30 de outubro, os interessados deverão enviar à Golar a Declaração de Interesse e Confidencialidade. Após isso, a empresa irá abrir canais diretos e exclusivos com os concorrentes. A data final para o envio da proposta comercial de venda de biometano é 14 de dezembro.

A Golar Power desenvolveu o projeto de distribuição do GNL em pequena escala (small scale), com caminhões movidos a gás liquefeito. Assim, a empresa será simultaneamente a provedora do combustível e fará a distribuição do BioGNL em iso-contêineres para o interior do país e via cabotagem. A parceria com a BR Distribuidora está alinhada a este objetivo, além das próprias companhias distribuidoras de gás estaduais, responsáveis pelas redes estruturantes em regiões que não têm gás canalizado.

Rodrigues, da Golar Power, participou de um webinar especial para o lançamento da chamada pública para biometano, em 1º de outubro, durante o 3º Fórum Sul-Brasileiro do Biogás e Biometano. No evento virtual, o executivo reforçou que o BioGNL é complementar ao gás natural distribuído por gasodutos. Mas, pelo fato de 95% das cidades brasileiras não terem acesso a redes de gás, ainda muito concentradas no litoral e em grandes capitais, o gás liquefeito é fundamental para interiorizar o energético. E a preços competitivos.

“Já no fim deste ano, teremos BioGNL no estado de São Paulo, a partir do biometano gerado em um aterro sanitário. Tenho certeza de que o BioGNL é muito competitivo. O mercado tem um potencial significativo, e sem competir com o gás natural e com gasodutos”, disse Rodrigues.

Comente aqui:

Sobre a Abiogás

Desde 2013, a ABiogás é o canal de interlocução entre o setor de biogás e sociedade civil, os Governos Federal e estaduais, as autarquias e os órgãos responsáveis pelo planejamento energético brasileiro.

Posts Recentes

Curta nossa página: