Biogás pode levar setor brasileiro de cana para “novo nível”, diz analista do Rabobank

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
[:pb]O investimento de alguns grupos sucroenergéticos na geração de biogás chamou a atenção do gerente do departamento de pesquisa do Rabobank, Andy Duff. Em artigo publicado pelo banco, ele afirma que os grupos “mais progressivos” do setor – Raízen, Adecoagro, São Martinho, Cocal e Jalles Machado – já estão estudando a aplicação de recursos ou efetivamente investindo na área.

De acordo com ele, há três opções de mercado para o biogás. Destas, a mais simples seria queimá-lo para a geração de energia elétrica, em um processo similar ao já feito pelas usinas que queimam resíduos do campo em unidades termelétricas.

A queima também seria a escolha mais fácil para as sucroenergéticas, acredita ele. Duff defende que esse seria o modelo simples e que envolve menos desafios.

Veja mais aqui[:]

Comente aqui:

Sobre a Abiogás

Desde 2013, a ABiogás é o canal de interlocução entre o setor de biogás e sociedade civil, os Governos Federal e estaduais, as autarquias e os órgãos responsáveis pelo planejamento energético brasileiro.

Posts Recentes

Curta nossa página: