Especialistas e executivos debatem os desafios do setor de biogás após crise do Covid-19 em primeira edição do ciclo de webinars

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
[:pb]

Evento online, organizado pela ABiogás e Ecomondo Brasil, tem mais duas datas confirmadas

A Associação Brasileira do Biogás (ABiogás), em parceria com a Ecomondo Brasil, feira de soluções tecnológicas para gestão da sustentabilidade, iniciou um novo ciclo de webinars sobre as tendências atuais, oportunidades, motivadores e desafios do setor de biogás no Brasil. Durante a conversa de ontem, Alessandro Gardemann, presidente da Associação, Cícero Bley, presidente emérito da ABiogás e assessor técnico do Conselho Temático de Energia da FIEP e do Cluster FIEP de Energias Renováveis, Gabriel Kropsch, vice-presidente da ABiogás e Miguel Novato, diretor do Departamento d Biocombustíveis no Ministério de Minas e Energia (MME), falaram sobre o panorama do setor de biogás, os cenários pós-Covid e de como a indústria está se preparando para corresponder ao crescimento acelerado que o setor vem apresentando nos últimos anos.  O webinar contou com a moderação de Luiz Fernando, da Ecomondo Brasil.

Em sua apresentação, Miguel Novato destacou os desafios que o setor de energia vai encarar no futuro, após crise do Covid-19. “Daqui pra frente, teremos um oceano vermelho para a energia e o biogás, apesar de ter um enorme horizonte de potencial, terá fortes concorrentes”, ressaltou. No entanto, Ivan fez questão de enfatizar que a grande ferramenta do biogás é o RenovaBio. “Com o programa, a expectativa é que o setor cresça. A grande revolução será no prêmio dado. As notas das usinas de bio

combustíveis melhoram com a substituição para biogás/biometano no processo. Acreditamos que este interesse fará com que o biogás cresça, principalmente, no interior.”
Segundo o diretor do MME, os investimentos em políticas públicas são importantes para concretizar tudo o que se espera desse energético. “O gás do Brasil é o biogás. Ele é o estruturador do desenvolvimento do país hoje. Com o interesse das grandes usinas e sua interiorização, esperamos ainda que o biogás possibilite a distribuição do gás por todo território nacional”, analisa.

Para Alessandro Gardemann, o tempo do biogás chegou. “Apesar da crise, esse é o momento  para acelerar ainda mais o nosso setor. Entendemos que essa adversidade é um chamado para todos saírem da zona de conforto. O Brasil é o lugar para quem quer aproveitar matéria orgânica. Estamos com investimentos de R$ 500 milhões na produção de biogás de cana e R$ 300 milhões em biogás de resíduos como saneamento. O tempo do biogás chegou”.

O presidente da ABiogás ainda ressaltou todas as características favoráveis da fonte. “O biogás promove a economia circular, contribui para a descarbonização, é um potente substituto para o diesel (biometano), estimula a biotecnologia, entre outros”, enfatiza.

Em sua fala, Gabriel Kropsch lembrou toda a potencialidade do biogás e como o seu processo natural é o seu grande diferencial. “O biogás acontece espontaneamente na natureza o tempo todo. O nosso trabalho é fazer de forma industrial. Essa “naturalidade” é que nos torna tão competitivos”, destaca.

Apesar da facilidade, o biogás ainda encontra diversos desafios. Para o executivo, infraestrutura e financiamento são os maiores. “O Brasil não tem problema de oferta de matéria-prima para biogás. Atualmente, o país poderia produzir 80 bilhões de m³ por ano (ou 220 milhões de m3 por dia) enquanto produz somente 500 mil m³ por dia. Também não temos problemas de demanda, já que somos o quarto maior mercado de combustível do mundo. Precisamos, sim, focar na rede de distribuição de gás. Só 5% dos municípios brasileiros tem acesso a gás canalizado, não tem como ter relevância sem a rede de distribuição.”

Cícero Bley destacou a versatilidade do biogás e como pode ser usado como uma fonte complementar a outros energéticos. “O biometano é intercambiável, ele pode perfeitamente complementar o gás natural. Inclusive, podem ser usados juntos em caminhões e tratores”, disse.

Quem quiser assistir o webinar na íntegra, pode acessar através do Youtube da ABiogás: https://www.youtube.com/watch?v=BQ51kTvsZ4w

As próximas conversas acontecerão nos dias 18 de junho e 08 de julho.

 [:]

Comente aqui:

Sobre a Abiogás

Desde 2013, a ABiogás é o canal de interlocução entre o setor de biogás e sociedade civil, os Governos Federal e estaduais, as autarquias e os órgãos responsáveis pelo planejamento energético brasileiro.

Posts Recentes

Curta nossa página: