“Estamos prontos para transformar o potencial do biogás em realidade”, diz Melina Uchida, da Ecometano, palestrante no VI Fórum do Biogás

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
[:pb]VI Fórum do Biogás reúne empresários, pesquisadores e especialistas do setor para dois dias de palestras, troca de conhecimentos e networking. As inscrições estão abertas e podem ser feitas no site do evento (www.forumdobiogas.com.br/)

 

Desconhecido do público em geral há não muito tempo, o biogás, hoje, atrai investidores interessados em novos negócios que, no entanto, ainda carecem de conhecimento técnico e recursos financeiros. A opinião é da gerente de Novos Negócios da Ecometano, Melina Uchida, que vai participar do debate O Biogás Hoje durante o VI Fórum do Biogás, promovido pela ABiogás nos dias 31 de outubro e 1° de novembro, em São Paulo.

Segundo Melina, há bons exemplos de sucesso na produção de biogás no País, mas muitos projetos foram descontinuados por dificuldades diversas, realidade que começa a tomar um novo rumo. “Todo o setor aprendeu com as iniciativas pioneiras e estamos mais maduros, prontos para transformar o potencial em realidade”, afirma.

Para a executiva, o Fórum é uma oportunidade importante para compartilhar conhecimento, acompanhar as iniciativas do poder público para o setor, e fazer contatos. “O evento nos dará a chance de ter uma atualização sobre tudo o que está sendo debatido, e de antecipar qual será o futuro do biogás e do biometano”, prevê.

Acompanhe, abaixo, a entrevista de Melina Uchida para o VI Fórum do Biogás. Mais informações e inscrições aqui: http://www.forumdobiogas.com.br/

 

Qual é o cenário do biogás no Brasil hoje?
Não faz muito tempo, a palavra “biogás” era desconhecida pelo público em geral. Antes de apresentar uma oportunidade de negócio, era necessário conscientizar as pessoas sobre os impactos ambientais e sociais causados pela gestão incompleta dos resíduos como dejetos animais, resíduos da agroindústria e do lixo doméstico, que guardam em si um grande potencial energético se usados para gerar o biogás, mas que causam grandes danos para o meio ambiente, caso não recebam tratamento adequado.

Hoje, as pessoas sabem o que é o biogás e querem fazer uso desse energético. Entretanto, ainda carecem de conhecimento técnico e de recursos financeiros para implementar os projetos. Já existem bons exemplos de sucesso na produção e utilização de biogás no país, para conversão em biometano ou energia elétrica, mas muitos projetos foram inviabilizados pelas cumulativas dificuldades, que ainda existem. Todo o setor aprendeu com as iniciativas pioneiras e estamos mais maduros, prontos para transformar o potencial em realidade. E o momento não poderia ser mais oportuno – é consenso que o Brasil precisa ampliar a sua capacidade de gerar energia, e de forma sustentável. O biogás e biometano têm as qualificações necessárias para atender a essa demanda. A ABiogás colaborou muito para esse amadurecimento, pela disseminação de conhecimento e pela atuação junto ao governo, por meio de eventos como esse.

 

Quais são os principais desafios para sua expansão?
Ainda faltam políticas públicas que incentivem a produção e o uso do biogás no Brasil. A ausência de regulamentação sobre certos segmentos da cadeia do biogás aumenta o desafio dos empreendedores, e as linhas de financiamento disponibilizadas pelos bancos locais ainda é inacessível para a maior parte deles. E é importante lembrar que o investimento envolvido nos projetos de biogás, seja de aterro sanitário ou biodigestão anaeróbia, ainda é alto. As tecnologias existentes são todas importadas e os empreendedores estão sujeitos à flutuação do câmbio, além dos custos de importação.

Com relação à regulamentação, a concretização de um mercado livre de gás e a ampliação das redes de distribuição de gás ajudará a viabilizar muitos projetos, pois dará competitividade ao biometano de projetos menores e empoderará o consumidor, dando a ele o poder de escolher utilizar um combustível de origem limpa.

Além disso, é necessário reconhecer o serviço ambiental proporcionado pelos projetos de biogás, atribuindo valor econômico ao benefício ambiental inerente à atividade. Quando o biogás produzido naturalmente pela decomposição do lixo nos aterros sanitários ou nas estações de tratamento de esgoto é coletado e transformado em biometano ou em energia elétrica, evita-se a emissão de gases tóxicos e causadores de efeito estufa na atmosfera, contribuindo para a saúde humana e para a manutenção do clima. A produção de biogás através da biodigestão de dejetos animais e resíduos da agroindústria é uma forma de tratamento que evita contaminação de solos e recursos hídricos. E não para aí, os benefícios são muitos.

 

Qual é sua expectativa para o Fórum?

 

O Fórum é uma oportunidade importante para compartilhar conhecimento, acompanhar as iniciativas do poder público para o setor, e fazer contatos. Muita coisa tem acontecido em torno do biogás recentemente em vários cantos do país. O evento nos dará a chance de ter uma atualização sobre tudo o que está sendo debatido, e de antecipar qual será o futuro do biogás e do biometano. A expectativa da Ecometano é de ótimas discussões de alto nível que servirão como norte para ações futuras do setor público e privado, como nas edições anteriores.

 

Serviço:

VI Fórum do Biogás

Quando: 31 de outubro e 1º de novembro

Local: Centro Empresarial de São Paulo – Cenesp. Av. Maria Coelho Aguiar, 215 – Jardim São Luís – SP

Mais informações e inscrições: http://www.forumdobiogas.com.br/[:]

Comente aqui:

Sobre a Abiogás

Desde 2013, a ABiogás é o canal de interlocução entre o setor de biogás e sociedade civil, os Governos Federal e estaduais, as autarquias e os órgãos responsáveis pelo planejamento energético brasileiro.

Posts Recentes

Curta nossa página: