Produção de biogás cresce 36% em 2019, segundo Biogásmap

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
[:pb]

Tamar Roitman, gerente executiva da ABiogás, participou de webinar com panorama do biogás atualizado​

Na última quarta-feira, o Centro Internacional de Energias Renováveis (CIBiogás) divulgou o panorama do biogás no Brasil em 2019 durante transmissão de webinar com a participação de representantes da ABiogás e do projeto GEF Biogás Brasil da Organização das Nações Unidas para o Desenvolvimento Industrial (UNIDO). O acompanhamento do setor é feito através do Biogasmap, uma ferramenta online e interativa, alimentada de forma colaborativa por múltiplas instituições, que permite identificar por estado e tipo de substrato as diferentes aplicações do biogás. Essa iniciativa tem o objetivo de compilar e apresentar informações que dão subsídios para o planejamento do setor de biogás no Brasil, tornando possível analisar o crescimento da indústria e visualizar as oportunidades que estão sendo geradas no país.​

Plantas, produção e fonte de substrato​

Os dados levantados no período contabilizam 548 plantas de biogás com fins energéticos no Brasil, sendo que destas 521 estão em operação, produzindo um total de 1,3 bilhões de metros cúbicos ano.

Os dados indicam que 78% das plantas em operação no Brasil em 2019 são classificadas como de pequeno porte, ou seja, produzem até 1 mi Nm³ de biogás por ano, porém, essas plantas representam apenas 9% do volume total de biogás produzido. Já as plantas de grande porte respondem por 77% da produção de biogás, apesar de concentrar apenas 6% do total de plantas.

​A principal fonte de substrato utilizada para produção de biogás em sistemas de biodigestão no Brasil é a agropecuária, representando 80% das plantas em operação no país, por outro lado, sua contribuição no volume total de biogás do país é de 12%. Já plantas que processam resíduos sólidos urbanos ou efluentes de estações de tratamento de esgoto representam 8% das plantas em operação, porém, são responsáveis por 76% do biogás produzido no país. ​

Localização e produção​

O estado de São Paulo ocupa a terceira posição, em número de plantas em operação no Brasil, no entanto,  o estado lidera com a maior produção de biogás concentrando 35,3% do volume total produzido e na sequência o Rio de Janeiro com 14,6%. Os dados mostram que a curva de crescimento do setor vem se comportando de forma exponencial, principalmente, ao analisar a quantidade de plantas. ​

​O número de plantas em operação entre 2014 e 2017 apresentou um crescimento de 31%, no entanto, entre 2017 e 2019 esse aumento passou a ser de 41%. Assim como a quantidade de plantas, o volume de biogás produzido aumentou expressivamente nos últimos anos. De 2014 para 2015 o crescimento foi de 65% no volume de biogás. Já entre 2015 e 2018 o crescimento médio do volume de biogás produzido com fins energéticos foi de 13%. De 2018 para 2019, o índice de crescimento voltou a aumentar, atingindo 36%. Segundo o CIBiogás, o maior crescimento na quantidade de plantas em comparação ao volume pode indicar que está havendo a entrada de mais plantas de pequeno porte em operação, ou seja, com menor volume de produção como as da agropecuária.​

​Segundo Tamar Roitman, os dados levantados são se extrema relevância para a cadeia do biogás, trazendo informações relevantes para os produtores, os potenciais investidores, as empresas que fornecem equipamentos e serviços e, ainda, para subsidiar a elaboração de políticas públicas. “Os números mostram como o setor vem evoluindo e nos ajudam a elaborar as estratégias para direcionar o crescimento da cadeia de biogás no país”.

 

 [:]

Comente aqui:

Sobre a Abiogás

Desde 2013, a ABiogás é o canal de interlocução entre o setor de biogás e sociedade civil, os Governos Federal e estaduais, as autarquias e os órgãos responsáveis pelo planejamento energético brasileiro.

Posts Recentes

Curta nossa página: